2 years ago | 0

Chay pov

Passei a tarde com a louca e por incrível que parece, foi bem legal.

Tava voltando pra casa no meu carro quando passo por um outdoor com a mel, a minha mel, primeiro fiquei confuso e depois orgulhos porque ela ta linda, mas depois fiquei confuso de novo. Então em vez de tocar direto para o fim da rua parei o carro em sua metade, desci e subi ate o apartamento da mel. Hesitei umas três vezes antes de finalmente de ir bater na porta, mas quando resolvi bater nem foi preciso pois ela abriu a porta toda arruma.

Mel: chay? – perguntou surpresa por me ver.

Eu: é eu mesmo.

Mel: o que ta fazendo aqui?

Eu: é que eu vi um… – me desconcentrei olhando ela tão linda - … um … onde cê vai assim tão linda?

Mel: comprar pão.

Eu: acha que sou idiota né? Eu acabei de te ver em um outdoor, porque não me contou? – ele respirou fundo.

Mel: entra. – eu entrei e ela fechou a porta atrás de nós – eu não te contei porque tive medo.

Eu: de??

Mel: de você não gostar seilá.

Eu: porque eu não gostaria de poder dizer pra todo mundo que aquela menina linda é a minha namorada? – disse me aproximando dela e segurando o seu rosto.

Mel: eu te amo sabia?

Eu: sabia – lhe dei um selinho – e eu também te amo – ela sorrio, mas seu sorriso murchou quando seu olhar desviou do meu e focou em algo atrás de mim.

Mel: caraca, eu to atrasada – ela saiu de mim e pegou a sua bolsa.

Eu: onde cê vai?

Mel: em um negocio da agência, depois te explico melhor sobre tudo isso, agora eu tenho que ir. – ela abriu a porta e fomos ate lá em baixo juntos, ela me deu um breve beijo e entrou correndo em um taxi….admito que queria mais.

Sophia pov

Passei o dia todo com a minha mãe, consegui chegar a tempo hoje, fiz o café da manha dela, quer dizer, quem fez foi a mari, mas eu levei ate o quarto, comemos juntas, fomos no salão e agora estávamos no quarto dela experimentando alguns vestidos para irmos jantar.

Eu: papai vai nos encontrar lá? – eu estava sentada em sua cama de frente para o closet onde ela estava.

Mãe: seu pai não vem – vi seu rosto ficar um pouco triste – não conseguiu voltar da Alemanha ainda.

Eu: não acredito que ele ta fazendo isso logo no seu aniversário mamãe. – falei brava – parece que ele faz de propósito – ela soltou uns vestidos em cima da cama e se sentou na minha frente.

Mãe: calma meu anjo, ta tudo bem, fico feliz em poder passar o dia todo com a minha filinha como se ela fosse de novo aquela menininha que gostava de ficar o dia todo comigo. – ela disse segurando a minha mão.

Eu: que isso mamãe, você sabe que eu amo ficar com você.

Mãe: não é o que parece, só  tem olhos pra esse namorado novo. – ela disse brincando – aproveitando, me conta mais dele, como ele é e tudo mais.

Eu: um gato.

Mãe: com palavras normais sophia. – rimos – quero saber como ele é com você.

Eu: ai mãe, um anjo, nunca me senti do mesmo jeito que me sinto quando to com ele, parece que eu to nas nuvens o tempo todo, nas nuvens não, nas estrelas. – ela sorrio.

Mãe: e quando eu vou conhecer esse menino que é um anjo na vida da minha filhota?

Eu: aaah quando a senhora quiser mamãe. – disse nervosa.

Mãe: que tal hoje?

Eu: o que? Não mamãe, hoje é o nosso dia lembra? – tentei desconversar.

Mãe: que nada, vai lá colocar o seu vestido de adolescente – eu ri – e aproveita e já chama ele pra jantar com nós. – ela disse me empurrando para fora do quarto.

Entrei no meu quarto e peguei o celular para ligar para o mica, não sei se isso é uma boa ideia, mas minha mãe não desistiria.

Na ligação

Eu: oi amor.

Mica: oi princesa, que foi? Parece nervosa.

Eu: bem, minha mãe quer saber se você ta afim de ir jantar comigo e com ela, lá no Danubia.

Mica: Danubia? Ta, que horas?

Eu: serio?

Mica: que horas amor?

Eu: daqui a pouquinho, umas oito e meia.

Mica: ta bom, ate lá, beijos… te amo

Eu: beijos, também te amo.

Fim da ligação

Desliguei o telefone e fui me arrumar.


#web  #somic  #luar  #chamel  #fanfic  #rebelde